Tiago Barata – Blog de Fotografia e Viagens

Este blog é dedicado a quem gosta de fotografia e viagense para todos aqueles que têm curiosidade de saber a minha visão do Mundo.


Deixe um comentário

Cante Alentejano, Património da Humanidade

IMG2D_1882_500

A confiança estava em alta, era apenas uma questão de tempo! O reconhecimento da UNESCO e a decisão de integrar o Cante Alentejano na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade.

IMG2D_2134_500

Por isso mesmo, a decisão de escrever este post estava tomada desde que o processo de candidatura foi entregue na UNESCO para apreciação. Quem já teve oportunidade de presenciar e sentir a força do Cante Alentejano percebe do que estou a falar, da inevitabilidade do seu reconhecimento. Tenhamos orgulho do Alentejo e desta tradição de um Povo e do nosso País!

IMG2D_2146_500

As fotos que retratam este post são uma pequena amostra das muitas oportunidades que tive para ouvir, conviver e fotografar grupos de Cante Alentejano, no Alentejo e na recente iniciativa Rota do Cante, em Lisboa.

IMG2D_2005_500

O Cante Alentejano

O Cante Alentejano pertence não só ao património colectivo do Alentejo, como é uma das tradições musicais mais marcantes de Portugal.

As origens do Cante não são fáceis de determinar mas são identificáveis influências dos árabes que permaneceram no Alentejo por mais de 500 anos. Durante décadas esta “voz colectiva do Alentejo” foi transmitida de geração em geração. Hoje em dia, à tradição familiar, junta-se a aprendizagem em algumas escolas.

IMG2D_1912_500

 

IMG_3007-Edit_500

IMG_2965-Edit_500

Nascidas nos campos e nas tabernas, as letras do Cante Alentejano falam da planície seca e quente do Alentejo, do trabalho árduo da agricultura, da miséria, da fome, da repressão fascista, dos santos padroeiros e do amor. A este propósito recomendo a ouvir a arrepiante moda alentejana “Hino dos Mineiros de Aljustrel”, uma simbiose perfeita entre a força e o silêncio, o sentimento expresso em palavras.

IMG2D_2048_500

IMG2D_2123_500

Vive-se actualmente um momento de optimismo, agora reforçado por esta decisão da UNESCO, uma vez que dezenas de grupos amadores, muitos deles formados por jovens, se reúnem regularmente não só no Alentejo, como nos arredores de Lisboa e em diversos países da diáspora para dar corpo e voz ao Cante Alentejano.

IMG2D_2011_500

Anúncios


Deixe um comentário

Outono em Nova Iorque

IMG_1627_500

Faz hoje precisamente 6 anos que regressava de uma viagem aos EUA, após uma visita às cidades de Nova Iorque e Boston. A decisão de visitar Nova Iorque resultou de um mero acaso, e não tanto de um viagem planeada há largos anos. Cerca de um ano antes, numa viagem que me levou em trabalho à Califórnia, perdemos a escala em Nova Iorque. Resultado: o próximo voo, exactamente 24 horas depois, permitia uma visita rápida aos principais pontos de interesse da cidade. Mais importante do que esta visita relâmpago, foi a decisão de que a “cidade que nunca dorme” tinha acabado de ultrapassar muitas outras na lista de “a visitar“.

IMG_1450_500

Chegado a Lisboa deambulei por sites, troquei opiniões com amigos que já haviam visitado Nova Iorque, pesquisei pelas melhores fotos, até decidirmos partir nos meses do Outono. Assim, seria possível admirar as ricas paisagens outonais do Central Park e fugir às multidões (e por vezes temperaturas abrasadoras) típicas do Verão.

IMG_1832_500

IMG_1821_500

A escolha recaiu sobre o mês de Novembro, permitindo coincidir a viagem com dois grandes eventos na cidade: a maratona de Nova Iorque e a fase final da campanha de Barack Obama à presidência dos EUA.

IMG_1206_500

IMG_1387_500

IMG_1381_500

IMG_1586_500

Por toda a cidade permaneciam sentidas homenagens aos fatídicos acontecimentos de 11 Setembro de 2001 que chocaram a América e o Mundo, e muito em particular os cidadãos de Nova Iorque, mostrando que esta é e continuará a ser uma ferida difícil de sarar.

IMG_1002_crop(20x30)_500

IMG_1442_500

Termino o post com três fotos mais ligeiras, e que ilustram um pouco mais a cidade de Nova Iorque e o povo americano: o seu patriotismo, uma sociedade muito dependente do consumo interno e a forte ligação às artes e ao espectáculo. Em breve publicarei um post com imagens de Boston no esplendor do Outono.

IMG_1062_500

IMG_1023_crop(20x30)_500

IMG_1269_crop(20x30)_500